Aluna de Design participa de exposição no Rio de Janeiro

Bruna Panizza ainda atuará como cenógrafa na Encenação da Vila de São Vicente deste ano

Desde o começo do curso de Design, aqui na Unimonte, Bruna Panizza sentiu-se motivada a levar seus trabalhos artísticos mais a sério. Para ela, a faculdade tem um papel motivacional, além de instrutivo, muito importante.

Graças ao seu talento e o incentivo recebido aqui, Bruna participou da InterArtes 2014, mostra realizada em novembro do ano anterior no Rio de Janeiro e do Lusófona, outra mostra que aconteceu em dezembro, no Brasil e em mais 6 continentes.

O objetivo principal do InterArtes é proporcionar o intercâmbio através da cultura, artes e literatura entre as nações, transformando o evento numa grande vitrine para que as obras e os artistas tenham mais visibilidade e tangenciem de uma forma ampla  um público ainda mais diversificado de artistas, colecionadores, admiradores e compradores de Arte.
“Eu recebi uma indicação do arquiteto Zan Quaresma, co-organizador do InterArtes 2013 e entrei para as programações”, conta.

Para ambas as oportunidades, Bruna levou boa parte dos trabalhos digitais que produziu até hoje.

Segundo a estudante, além de ser extremamente versátil, a linguagem digital tem uma característica de finalização diferenciada, com grande qualidade final, por isso, vem apostando bastante nela nos últimos anos. “Tenho desenvolvido projetos digitais também para jogos eletrônicos, sites e empresas”, contou.

“O meu foco é na construção de imagens a partir de estudos minimalistas, preocupando-se em fazer uso de poucos elementos para a base de expressão”.

Agora, engana-se quem pensa que as atividades de Bruna param por aí! Além de conciliar os trabalhos da faculdade, com os autorais cria em softwares gráficos e apresenta nas mostras em que participa, ela ainda encontra tempo para atuar como cenógrafa e artista da Encenação da Vila de São Vicente, e desenvolve juntamente com Zan Quaresma um projeto de comunicação visual e sinalização para equipamentos urbanos de São Vicente. Não é mole, né?!