Alunos de Medicina da São Judas fazem telemonitoramento de pacientes com Covid-19 em Cubatão

Serviço já acompanhou mais de 700 pessoas

Cerca de 30 alunos da Faculdade de Medicina da São Judas estão atuando no serviço de telemonitoramento de pacientes com Covid-19 isolados em casa ou de familiares de internados com a doença no hospital de Cubatão. Feito de forma remota, pelo computador, o serviço já acompanhou mais de 700 pessoas.

É resultado de parceria entre a universidade e a Secretaria de Saúde do município. O atendimento é diário e dura 14 dias. Os estudantes, coordenados pelos professores do curso, acompanham a evolução de pacientes positivos que estão em casa ou de familiares de pessoas que estão internadas para observar se apresentam os sintomas ou não.

Tudo feito pelo computador por meio de aplicativo que deve ser baixado pelo paciente. O atendimento pode ser, inclusive, feito da casa do estudante, que conversa e vê o paciente pelo computador. “A qualquer sinal de alarme no caso do paciente, os alunos nos avisam para avaliarmos o que deve ser feito”, destaca o coordenador do curso de Medicina da São Judas, Marcos Calvo.

Representante da Secretaria de Saúde de Cubatão, Luciana Roznan, diz que o serviço de telemonitoramento vem beneficiando os dois lados envolvidos. “Essa parceria tem melhorado nosso trabalho e o aprendizado dos alunos. Já percebemos que em relação à Covid-19, o monitoramento dos casos e o acompanhamento dos contatos do paciente é fundamental para o controle da doença”.

Os alunos participantes também destacam a importância da ação. Maria Beatriz Mendonça Ventura avalia que o aprendizado é muito grande na construção de sua carreira de médica. “Estamos ajudando a população e levando, além de informação, mais conforto e apoio neste momento difícil”.

Marcos Calvo conta que o resultado é tão bom que já se planeja ampliá-lo para pacientes com hipertensão, diabetes e até para gestantes. “Desta forma, podemos evitar que eles procurem o hospital durante a pandemia, evitando o risco de contaminação e garantindo a sua assistência e qualidade de vida”.