7 dicas para escolher o melhor cursinho pré-vestibular

Estudar em uma boa faculdade é o sonho de muitos estudantes que terminam o ensino médio ou estão há algum tempo sem estudar. Escolher qual delas é a melhor é uma tarefa simples, no entanto, o grande desafio é conseguir uma vaga entre vários candidatos que, assim como você, se preparam bastante.

Por isso, o cursinho pré-vestibular se tornou um grande investimento para pessoas que desejam cursar o ensino superior, mas necessitam retomar os estudos a fim de conquistar o sonhado diploma.

Nem sempre a vida acadêmica pode nos oferecer conhecimentos suficientes para disputar uma vaga em uma faculdade, mas com a realização de um curso preparatório é possível conhecer melhor as matérias e os assuntos que estão presentes nos principais vestibulares do país. Porém, do mesmo modo que escolhemos a faculdade que desejamos estudar, precisamos saber definir qual o melhor cursinho pré-vestibular para começar os estudos.

Esta é uma decisão muito importante, já que sua escolha pode comprometer a tão sonhada vaga em uma faculdade. Assim, confira 7 dicas para escolher o melhor curso preparatório para você!

Qual o tipo de cursinho pré-vestibular mais adequado para mim?

Antes de efetuar sua matrícula, é importante conhecer os tipos de cursos que esta instituição oferece aos alunos. Existem três modalidade que você pode estudar e cada uma delas oferece um tempo diferente de aprendizado.

Os cursos extensivos acontecem  anualmente e são indicados principalmente para estudantes que não tiveram um bom aproveitamento no ensino médio, assim como para aqueles que preferem se dedicar aos estudos com mais tranquilidade durante o ano letivo. Este tipo de curso também é recomendado para alunos que estão interessados em uma vaga disputada e, por isso, precisam se preparar ainda mais para superar os demais concorrentes.

Já os cursos semi-intensivos podem durar de 6 a 8 meses, sendo indicados para alunos que já possuem uma bagagem de conhecimento, porém, precisam apenas revisar os conteúdos. Além disto, este curso preparatório exige um pouco mais de comprometimento do aluno, que precisará se dedicar mais horas aos estudos.

E, por último, os cursos intensivos. Este tipo de curso preparatório é desenvolvido em torno de 8 semanas. Por esse motivo, aborda-se as principais questões de vestibulares anteriores, revisando a teoria de acordo com as questões estudadas. Mas lembre-se que para aqueles que não possuem uma boa base de conhecimento, talvez não seja indicado optar pelo intensivo, pois as aulas teóricas especificas não estarão inclusas no pacote.

Como saber se o curso é de qualidade?

Devido a alta procura, é possível encontrar vários estabelecimentos oferecendo cursos pré-vestibulares. Entretanto, existem alguns fatores que podem te ajudar a descobrir sobre a qualidade do curso oferecido. Um deles é investigar o número de aprovações por sala, o tipo de material didático trabalhado e qual o histórico desta instituição.

Estas informações podem contribuir — e muito! — para a sua escolha. Por isso, fique atento e pesquise sempre antes de efetuar a matrícula. Se necessário, também peça ajuda aos seus familiares, amigos e até mesmo ex-alunos para saber mais indicações sobre o curso.

Posso assistir aulas avulsas?

Com certeza! Se você está com dúvidas sobre o cursinho pré-vestibular, é melhor pedir para assistir algumas aulas extras. Já na primeira, você pode averiguar todas as instalações e, principalmente, se os professores possuem uma boa proposta de estudo que atendam às suas necessidades.

Contudo, caso a instituição se oponha a ceder estas aulas, procure outro curso que lhe ofereça mais credibilidade e segurança. Não se intimide diante deste primeiro “não”.

Como saber se o curso abordará o que preciso?

Para responder sobre isto, será necessário perguntar para o responsável do curso ou se informar melhor com os professores que irão ministrar as aulas. Existem diversas faculdades espalhadas pelo país, com diferentes tipos de gradução.

Cada uma delas possui um padrão diferenciado de avaliação. Assim, não será produtivo estudar determinado conteúdo que, certamente, não cairá na sua prova. Então, se você pretende disputar uma vaga em uma federal, por exemplo, pesquise mais sobre as instituições que possuem mais experiência no assunto.

Para solucionar este problema, a solução buscada por diversos estudantes é recorrer a um curso preparatório que seja específico para sua área, como Exatas e Humanas. Estes cursos também são muito recomendados para estudantes que possuem alguma dificuldade nestas matérias em especial.

Como saber se o valor cobrado pelo curso é justo?

As mensalidades dos cursos preparatórios podem variar de acordo com a duração, horário de aulas, professores contratados, estrutura do local, entre outros. Contudo, nem sempre o valor do curso é uma indicação de qualidade — neste caso, é importante considerar, em primeiro lugar, o prestígio da instituição.

Para quem está à procura de um curso preparatório, é essencial se informar sobre o valor total do curso, assim como as parcelas e a taxa de matrícula. Além destes detalhes, fique atento ao contrato assinado, preste atenção se haverá multas em caso de desistência ou pagamentos adicionais para aulas extras. Muitas vezes, deixamos estes detalhes para depois e acabamos enfrentando diversos problemas no futuro.

Tenho direito a um plantão de dúvidas?

Normalmente, os cursos mais qualificados reconhecem que os alunos podem ter algumas dúvidas durante as aulas e, para não “ficar interrompendo” o conteúdo, é oferecido um plantão de dúvidas em que os estudantes podem solucionar seus problemas com mais tranquilidade.

Claro que nem sempre será possível encontrar um horário perfeito, pois tanto os professores quanto a instituição terão gastos com estas aulas extras, então, sempre se informe sobre um horário mais flexível que não prejudique ambos.

Se não passar na faculdade, o cursinho será responsável?

Pode parecer uma pergunta ingênua, mas na verdade não é! Ao fazer um cursinho, o estudante precisa se dedicar completamente aos estudos, comparecer aos plantões de dúvidas, exigir avaliações para mensurar o nível de aprendizado, fazer revisões de conteúdo, estudar abordagens de provas anteriores etc.

Deste modo, o aluno também é responsável por seu sucesso ou por seu fracasso. Ele precisa ser um bom estudante, já que um curso de qualidade irá oferecer todo o suporte necessário para que este estudante alcance excelentes resultados. Por isso, esta escolha também é tão importante quanto definir em qual faculdade estudar!

Anotou todas as nossas dicas de como escolher o cursinho pré-vestibular ideal para você? Agora, é só fazer a sua matrícula e se preparar para os estudos! Se ainda ficou com alguma dúvida ou gostaria de pedir outro tipo de orientação, deixe seu comentário que responderemos com prazer! Bons estudos!

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *