8 coisas que todo estudante universitário deveria saber 8 coisas que todo estudante universitário deveria saber

8 coisas que todo estudante universitário deveria saber

Sair do ensino médio e começar em uma universidade não é uma tarefa fácil. Entre apostilas e provas, o que mais assusta um estudante universitário é saber que enfrentará um mundo totalmente desconhecido e que dará os primeiros passos para uma carreira que pode durar por toda a vida.

A universidade é o primeiro passo da sua vida adulta e tem algumas coisas que você precisa saber antes de começar nessa nova etapa. Confira as nossas 8 dicas!

1. Você não será a mesma pessoa que era no colégio

A universidade é um momento de transição importante para todos os jovens. O ambiente confortável do colégio deixa de ser uma realidade e você terá que enfrentar algo totalmente novo, com pessoas de faixas etárias e condições sociais distintas.

Esse círculo social, e até mesmo as obrigações da faculdade, é capaz de mudar a sua visão de mundo e as suas preferências. A falta de um diário de chamadas e a liberdade de montar a própria grade curricular exigem mais maturidade do estudante universitário. Por isso, é importante ter a consciência de que você nunca mais será o mesmo.

2. Compareça a todos os eventos e palestras que puder

Sabemos que tentar conciliar a rotina da faculdade, com um trabalho ou com um estágio e com a própria vida pessoal, torna cansativo para um estudante universitário participar de qualquer atividade extracurricular. No entanto, é importante que você tenha como meta durante a sua graduação expandir a sua vida acadêmica para fora dos portões da universidade.

Palestras, seminários, encontros, grupos de estudo e congressos ajudam a expandir a sua rede de contatos, a aumentar o número de horas extras necessárias e a elevar as suas próprias competências. Além disso, os eventos da faculdade são os melhores lugares para ajudar a quebrar o gelo e fazer novas amizades.

3. Estágios são uma preparação importante para a carreira

Com medo de não conseguirem conciliar as atividades da faculdade, muitos estudantes universitários ignoram as ofertas de estágio ou só param para pensar nelas no fim da graduação.

Os estágios são essenciais para a sua formação por serem uma preparação para o que você vai enfrentar no mercado de trabalho da sua área. Além disso, para as empresas, eles são um diferencial importante no currículo e uma experiência para recém-formados que estão em busca da primeira oportunidade profissional.

4. Seus professores serão um excelente networking

Não estamos pedindo para que você seja aquele aluno que vive correndo o tempo todo atrás do professor ou fica interrompendo as aulas para simular participação. Mas é fundamental ter contato com seus professores, durante a graduação.

Você vai perceber que as relações costumam ser diferentes do colégio. As salas de aula possuem um número maior de alunos, o que cria um afastamento natural dos professores. Além disso, a cada semestre uma nova leva de docentes assume o controle.

Pesquise sobre as áreas de atuação dos seus professores, seus projetos e suas pesquisas, por meio da plataforma Lattes e tente se aproximar dos que podem te ajudar a entender melhor a sua profissão e a aumentar o seu networking. Um simples “oi” no final da aula ou uma dúvida sobre o assunto do dia podem garantir essa aproximação.

5. O mercado exige outras qualificações

Muitos estudantes acreditam que ingressar em uma universidade tradicional é a única garantia para conseguir um bom emprego ou para se firmar na carreira. O mercado de trabalho está cada vez competitivo, então, para um universitário, é preciso se diferenciar.

Aproveite os quatro ou cinco anos da faculdade para se qualificar. Faça cursos de idiomas, como inglês ou espanhol; assista a palestras de profissionais renomados; realize cursos online de outras áreas diferentes da sua, mas que podem alavancar o seu currículo (alguns oferecem certificados); participe de formações em tecnologia e aulas de softwares utilizados por profissionais de sua área; e invista em intercâmbios profissionalizantes — muitas graduações oferecem parcerias com universidades estrangeiras — ou em programas de viagens voluntárias, como o da AIESEC.

6. Tenha cuidado com os livros didáticos

A ânsia por novidade faz com que muitos estudantes se precipitem e saiam comprando milhares de livros didáticos, sem sequer saberem se serão necessários para a sua graduação.

É comum que os professores utilizem apostilas e xerox de páginas e de capítulos importantes dos livros necessários para cada matéria, de acordo com um programa preestabelecido.

Para economizar, evite comprar em livrarias e se foque em sites como o Estante Virtual, que comercializa livros usados por um preço bem abaixo do mercado. Converse também com estudantes que já concluíram o semestre que você está cursando e peça emprestado os livros usados e apostilas que ainda estão guardadas.

7. Você construirá amizades cada vez mais duradouras

Você provavelmente ainda mantém contato com os seus amigos de ensino médio, porém muitas das amizades que prometiam durar para sempre acabaram se perdendo no meio do caminho, não é?

É a lei da vida. Porém, durante a universidade, você vai perceber uma mudança nos relacionamentos com os amigos que fizer. Brigas por assuntos pequenos serão raras, vocês se tornarão mais companheiros, principalmente diante das dificuldades da graduação, começarão a compartilhar dicas, vagas de estágios e indicações para trabalhos.

Suas amizades serão essenciais não apenas para os seminários e trabalhos em grupo, mas também para enfrentar toda a jornada que a faculdade reserva. Difícil, mas prazerosa no fim das contas. E como já dizia o jovem viajante Christopher McCandless: felicidade é melhor quando compartilhada.

8. A universidade é só o começo da sua vida profissional

É comum para um estudante universitário acreditar que concluir um curso em uma universidade é o momento final de um ciclo. Mas ele é apenas o começo da sua jornada profissional.

A graduação é o período para que você se capacite e aprenda mais sobre a profissão em que talvez siga pelo resto da vida, mas também o momento de entender a si mesmo, descobrir habilidades que não conhecia, perceber que deseja seguir em novos caminhos e até mesmo descobrir que fez a escolha errada. Tudo, até mesmo um erro cometido, servirá como aprendizado durante os próximos quatro ou cinco anos. Aproveite!

E então, pronto para essa nova etapa da sua vida? Compartilhe com a gente nos comentários como tem sido a sua experiência!