Arquitetura e Engenharia: aprenda as diferenças

A aproximação do vestibular é marcada por diversas dúvidas, sendo a principal delas a escolha do curso superior. Uma das formas de fazer a escolha certa é pesquisar para entender a função de cada profissional, bem como as semelhanças e as diferenças entre as diversas carreiras.

Um desses casos clássicos são os cursos de Arquitetura e de Engenharia. Não raramente, surgem dúvidas como: qual é a diferença entre Engenharia Civil e Arquitetura? Sou muito bom em matemática, qual desses dois cursos é o mais indicado para aproveitar melhor minhas habilidades?

Se essa é a sua situação, saiba que você não está sozinho. São muitos os estudantes que têm essas dúvidas. Pensando nisso, no artigo de hoje, vamos explicar as diferenças entre Arquitetura e Engenharia, tanto na prática da profissão quanto durante a graduação.

Confira:

Engenheiros e arquitetos têm a mesma função?

Não, porque se tivessem, qual seria a necessidade de formações diferentes, não é mesmo? Mas essa dúvida é comum e completamente justificável. É que, embora sejam funções diferentes, elas são complementares e igualmente importantes para que uma obra tenha qualidade.

Para você entender melhor, pense que, na prática, um arquiteto tem a função de elaborar a planta da obra, de pensar na distribuição dos espaços em relação ao meio ambiente e de forma lógica, confortável, estética, otmizada e inteligente. Já o engenheiro civil será o responsável por executar esse projeto.

Assim, se a planta diz que naquela obra haverá uma sacada, o engenheiro será o responsável por calcular o material necessário para que essa estrutura seja construída de forma segura e com todas as funções do projeto arquitetônico. O engenheiro é responsável, ainda, por gerenciar toda a obra e elaborar todos os processos complementares ao projeto arquitetônico (como o hidráulico, o elétrico e o estrutural, por exemplo).

Arquitetura e Engenharia na universidade

Se você se encaixa no perfil de estudante que gosta de matemática e quer saber em qual curso poderá aproveitá-la melhor, saiba que em ambos os casos as disciplinas de calculo são aprofundadas. Porém, no curso de Engenharia Civil, há uma formação mais sólida em matemática e em física.

Assim como, no curso de Engenharia, há disciplinas de desenho e projeto arquitetônicos, mas a formação mais sólida dessas disciplinas se dá no curso de Arquitetura.

Mas o estudante tem muitos outros pontos a considerar, que vão além da matemática. Por isso, vamos mostrar as grades curriculares básicas de cada curso e algumas de suas características. Vamos lá?

O curso de Arquitetura

Com duração de aproximadamente cinco anos, o curso de Arquitetura oferece uma formação na qual o estudante vai se preparar para planejar espaços físicos de forma racional. Isto é, essa graduação prepara os estudantes para que se tornem profissionais que pensem e planejem edificações tendo em mente a natureza, o lado estético, os recursos naturais e, também, o âmbito artístico.

São aptidões desejadas em quem quer seguir esse caminho: criatividade e afinidade com a área de Exatas, História e ArtesVisuais.

Observe a grade básica do curso de Arquitetura:

  • Geometria Descritiva;

  • Estética;

  • Cálculo Diferencial e Integral;

  • Plástica;

  • Física Térmica e Ondulatória;

  • Topografia e Desenho Topográfico;

  • Materiais de Construção;

  • Resistência dos Materiais;

  • Materiais de Construção;

  • Resistência dos Materiais;

  • Estudo dos Solos;

  • Construções de Concreto Armado;

  • Paisagismo;

  • Construções de Madeira;

  • Projeto de Restauração-Revitalização Arquitetônica;

  • Sustentabilidade em Arquitetura e Urbanismo;

  • Projeto Integrado de Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo;

  • Projeto de Interiores;

  • Técnicas Construtivas;

  • Técnicas de Retrospectivas;

  • Desenho de Arquitetura I, II e III;

  • Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo I, II;

  • Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo III;

  • Projeto Arquitetônico I, II, III e IV;

  • Arquitetura Brasileira I;

  • Arquitetura Brasileira  II;

  • Urbanismo I e II;

  • Construções Metálicas I e II;

  • Projeto Arquitetônico de Construções Metálicas I e II;

  • Planejamento Urbano e Regional I e II;

  • Instalações Prediais I e II.

Ficou animado? Um grande exemplo de profissional da área que você pode pesquisar para se inspirar é o arquiteto Oscar Niemeyer.

O curso de Engenharia

Esse curso, que possui duração de aproximadamente cinco anos, tem cinco áreas de formação, são elas: civil, estruturas, geotecnia, transportes e hidráulica e saneamento. Mas a que causa grande confusão com o curso de Arquitetura é a civil, por isso, vamos nos focar mais nela, certo?

O profissional dessa área deverá: planejar, executar e gerenciar obras e canteiros de obras. Então, é desejável que o estudante tenha aptidão para realizar cálculos matemáticos.

Observe a grade básica do curso de Engenharia Civil:

  • Aplicação de Estruturas de Concreto Armado (Edifícios);

  • Cálculo com Geometria Analítica;

  • Arquitetura e Urbanismo;

  • Cálculo de Funções de Várias Variáveis;

  • Cinemática dos Sólidos;

  • Dinâmica dos Sólidos;

  • Complementos de Resistência dos Materiais;

  • Eletricidade Básica;

  • Desenho Técnico;

  • Engenharia Civil Integrada;

  • Equações Diferenciais;

  • Engenharia e Meio Ambiente;

  • Estatística Descritiva;

  • Estática dos Fluidos;

  • Estruturas de Concreto Armado;

  • Estatística Indutiva;

  • Fundamentos de Termodinâmica;

  • Hidráulica e Hidrologia Aplicada;

  • Gerenciamento de Obras Civis;

  • Instalações Prediais (Elétrica e Hidráulica);

  • Mecânica dos Solos e Geologia;

  • Materiais de Construção Civil;

  • Pontes e Grandes Estruturas;

  • Resistência dos Materiais — Civil;

  • Química Básica;

  • Sistemas Estruturais (Concreto);

  • Sistemas Estruturais (Madeira e Metais);

  • Topografia.

Percebeu que existe um foco em conhecer tecnicamente cada material, sua durabilidade, sua usabilidade, as estruturas — enfim, que todo o escopo do curso é mais voltado para o lado técnico dos processos?

Quando as profissões se distanciam

Para que você consiga visualizar o distanciamento entre os cursos de Arquitetura e de Engenharia, pense que a Arquitetura está mais ligada à criatividade e à criação, seja de espaços, de casas e, até mesmo, de cidades. Já a Engenharia está ligada à parte de técnica, que providencia tudo para que o plano do arquiteto funcione.

Entretanto, não se preocupe, em caso de engano, é muito comum que o estudante perceba sua real aptidão já no primeiro semestre e realize a troca.

Ficou mais claro? Já decidiu qual dos cursos fará? Conte pra gente quais são seus planos no espaço dos comentários.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *