Como um teste vocacional vai te ajudar a escolher seu curso

Matemática, História, Administração, Economia ou Ciências da Computação? Chega uma hora na vida em que toda pessoa passa por uma terrível dúvida: que curso ingressar na faculdade?

A escolha deve ser feita após muita reflexão, afinal, o seu futuro vai depender dela. Mas, felizmente, você não precisa tomar essa decisão sozinho. Para ajudar nesta questão tão difícil, foram criados os testes vocacionais.

Está difícil decidir em qual curso se matricular? Então, veja em detalhes como os testes vocacionais podem ajudar você a escolher uma profissão para o resto da vida.

O início dos testes vocacionais

O conceito de vocação veio de uma cultura burguesa, que pretendia se afastar das classes sociais menos favorecidas, dizendo que a falta de empregos para essas pessoas acontecia graças a falta de aptidão para realizar certa atividade.

Os testes vocacionais surgiram no início do século XX, assim que o número de profissões começou a aumentar drasticamente, criando novas oportunidades para diversas pessoas trilharem caminhos distintos. E é o que acontece até hoje. São tantos ofícios que surgem a cada momento, que fica muito difícil conhecer todos e saber em qual deles nos damos melhor.

O que são testes vocacionais?

“Escolhe um trabalho que gostes e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida”. Este pensamento de Confúcio, um dos mais conhecidos filósofos chineses, expressa muito bem o sentido de você trabalhar com o que tem vocação.

Por mais que você admire alguma profissão ou acha que tem um mercado favorável e altos salários para quem é do ramo, você já parou para pensar se você nasceu para ela? A falta de autoconhecimento é uma das grandes responsáveis pelas desistências nos cursos universitários e também por trabalhadores infelizes com sua profissão.

Para que você não tenha que passar por esta situação daqui a um tempo, o melhor a fazer é um teste vocacional. Ele pertence a uma área da Psicologia com o nome de Avaliação Psicológica, que analisa os processos psicológicos de uma pessoa, utilizando métodos e instrumentos predeterminados.

O método consiste em questionários e testes que vão medir as suas características psicológicas e indicar quais profissões você tem maior afinidade para seguir — o que vai facilitar, e muito, a sua escolha.

Testes vocacionais X orientação vocacional

Muita gente confunde os testes vocacionais com orientação vocacional. Por este motivo, muitos profissionais preferem chamar este segundo de orientação profissional.

A diferença entre os dois é que a orientação vocacional é um processo mais profundo e demorado. Ele é feito em várias etapas e realiza uma análise mais detalhada da pessoa, com questionários sobre sua infância, sua adolescência, dentre outros. A orientação profissional não só aponta um rumo que a pessoa pode seguir, como também consegue confirmar se ela está fazendo a coisa certa.

O que percebemos é que a orientação profissional tem um papel muito importante em fases de transição das pessoas. Muitas vezes, ela é utilizada por quem pretende mudar de profissão e, até mesmo, se adaptar à aposentadoria.

Neste caso, o teste vocacional é apenas uma das etapas do processo de orientação.

Como funcionam os testes vocacionais?

Antes de você ir correndo atrás de um teste vocacional para fazer, saiba que não existe milagre e muito menos mágica! Ele não vai apontar uma profissão exata para você seguir. O teste não pode escolher o curso por você — como era feito quando foi inventado — afinal, a metodologia segue um padrão e as pessoas, não.

Um teste sério vai ajudar você a se conhecer melhor e a mostrar em detalhes as profissões para as quais você “leva jeito” e o mercado de atuação delas. Mas, tenha em mente sempre que você tem a liberdade para escolher o que acha que é o melhor para o seu futuro.

Por este motivo, se não se sentir confortável com o resultado ou achar que tem alguma outra profissão que você tenha uma grande afinidade e não aparece no teste, você não tem a obrigação de seguí-lo. Ele existe apenas para você ter um norte a seguir.

Como são feitos e o que levam em conta?

Os testes vocacionais são aplicados por um psicólogo, um coach ou um profissional de RH, em clínicas particulares, cursinhos, escolas, universidades e até mesmo pela internet. Eles são feitos a partir de um questionário de múltipla escolha, que serve para que você faça uma autoavaliação.

O teste vai avaliar suas aptidões, suas habilidades, seus interesses, suas influências e seus objetivos. Depois que o profissional já conheceu alguns dos seus detalhes psicológicos, baseados em suas respostas, ele verifica com que área do conhecimento você tem mais afinidade e apresenta algumas profissões e os detalhes que envolvem o mercado de atuação delas. Com esse conhecimento, cabe a você refletir sobre essas profissões e tomar uma decisão mais tranquilamente.

Como fazer um teste vocacional?

Na internet, estão disponíveis diversos testes vocacionais gratuitos. Você pode fazê-los para experimentar e também para ver como funciona. Mas, lembre-se: um teste vocacional de verdade necessita do acompanhamento de um psicólogo ou de um profissional de RH que tenha experiência na aplicação do teste ou mesmo de um coach, que trabalhe com orientação de carreiras.

Vale lembrar que, para o resultado do exame ser, de fato, eficiente e mostrar as suas verdadeiras aptidões, é necessário que você responda a todas as perguntas com o máximo de sinceridade possível.

Se você pretende acertar na escolha do seu curso, o investimento em um teste vocacional com um profissional competente é uma ótima alternativa para eliminar muitas dúvidas da sua cabeça.

Os testes vocacionais não são a garantia que você vá se dar bem 100% com a profissão que escolher, mas isso também depende de muitos fatores, inclusive, da sua força de vontade, da sua visão de mercado e da sua disciplina ao cursar a universidade. Então, reflita muito bem antes de tomar uma decisão, para que você não se arrependa no meio do caminho.

Você já realizou algum teste vocacional? O que achou? Deixe o seu comentário e compartilhe a sua experiência com outras pessoas.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *