Conheça 8 áreas de atuação para um graduado em Direito Conheça 8 áreas de atuação para um graduado em Direito

Conheça 8 áreas de atuação para um graduado em Direito

O Direito é um dos cursos mais dinâmicos e abrangentes que existem. Tanto é que o bacharel poderá atuar na advocacia, nos órgãos públicos, na carreira acadêmica e até na diplomacia! Não sabia de todas essas possibilidades? A seguir, falaremos sobre as áreas de atuação do graduado em Direito. 

Fique por dentro de todas as opções:

Advocacia

O advogado é o representante de uma pessoa, seja ela física ou jurídica, perante uma demanda judicial. A sua função é defender os interesses de seus clientes em um processo, na forma da lei.

Para atuar na advocacia, o bacharel em Direito deve ser aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e manter o pagamento da anuidade em dia.

A profissão de advogado não está restrita aos escritórios ou à advocacia autônoma. É possível também que esse profissional atue como funcionário do setor jurídico de empresas ou como advogado correspondente, que presta suporte a outros escritórios de forma remota.

Se você é expert em defender as suas ideias, tem vários argumentos para sustentar um ponto de vista, adora participar de discussões e debates e fala bem, pode ser que a advocacia seja a carreira ideal para você.

Confira abaixo algumas das áreas em que o advogado poderá se especializar:

Direito civil

Também chamada de advocacia cível, o direito civil trata das relações entre particulares, pessoas naturais ou empresas e sociedades. A compra e venda de imóveis ou produtos, a locação, a abertura de empresas, os contratos que formalizam qualquer tipo de negócio e as demandas relacionadas a eles são exemplos de atividades típicas da esfera cível.

Estão dentro do direito civil o direito de família, o direito dos contratos, o direito sucessório, o direito das pessoas, o direito dos fatos jurídicos e das obrigações.

Direito penal

Os crimes e as contravenções são o foco dessa área de atuação do advogado. Aqui, esse profissional atuará na defesa de ações cometidas por seu cliente contra a sociedade. Homicídio, tráfico de drogas, lesão corporal, dentre outros tipos de crimes são exemplos de casos que o advogado penalista terá de lidar ao longo de sua carreira.

Direito tributário

O advogado tributarista lidará com os princípios e as normas que regulamentam a ordem tributária nacional. Impostos, taxas, incentivos fiscais e atribuições dos órgãos fiscalizadores são algumas das questões que esta área do direito abrange.

Direito ambiental

Em defesa do direito ambiental, além de trabalhar em escritórios especializados na área, o advogado ambientalista poderá atuar também em ONGs ou empresas. Nessa área, ele lidará com assuntos que envolvem o homem e a sua relação com o meio ambiente.

Direito trabalhista

A relação entre o empregado e o empregador é o objeto principal do direito do trabalho, que passa também por questões previdenciárias e sindicais. O advogado trabalhista, então, poderá representar uma dessas partes na relação empregatícia.

Magistratura

Muitos estudantes de Direito têm o sonho de se tornar juízes. Esse é, inclusive, um dos principais motivos que os levam a escolher esse curso. A carreira da magistratura é alcançada por meio de concurso público envolvendo várias fases: prova escrita, prova oral, análise de títulos e experiência mínima na advocacia.

Tomar decisões de forma imparcial e pautada na lei são características fundamentais para quem decide seguir a carreira de juiz. O interessante é que o juiz poderá atuar em várias áreas do direito, ou focar seu trabalho para uma área específica, como é caso dos juízes trabalhistas e eleitorais.

Promotoria e procuradoria

Dentro do processo judicial, existe uma figura que defende os interesses da sociedade e do Estado: é a figura do promotor, que atua por meio do Ministério Público. Esse consiste também em um cargo público, alcançado por concurso de provas e títulos, e permite a atuação desse profissional em vários setores do direito.

Já o procurador de justiça é o cargo hierarquicamente superior ao promotor e atua em um órgão superior dentro do Ministério Público Estadual. A sua função é a mesma da promotoria, ou seja, ele exerce a defesa dos interesses da sociedade nos mais diversos conflitos existentes.

Em ambas as profissões também são necessários os principais atributos da advocacia: argumentação e oratória.

Defensoria pública

O defensor público é um cargo público que consiste na prestação de serviços como advogado para aqueles que não têm condições de arcar com uma assessoria jurídica. Para seguir essa carreira, o graduado em Direito deverá prestar concurso público de provas e títulos e comprovar experiência prévia como advogado.

A defensoria pública é uma profissão que envolve todos os atributos da advocacia, com a possibilidade de prestar ajuda àqueles que mais precisam. Por esse motivo, pode ser um destino para aqueles que se solidarizam com os problemas da sociedade.

Cargos públicos de nível superior

Outra opção interessante para o graduado em Direito são os cargos públicos que exigem, como pré-requisito para candidatura, nível superior. Para esses cargos, o profissional que se graduou nesse curso sai na frente dos outros candidatos, porque grande parte das matérias cobradas nos concursos públicos já foi estudada por ele na universidade.

Delegacia de polícia

Muitos profissionais que se formam em Direito seguem carreira na polícia. Nessa área, uma opção interessante e desafiadora é a carreira de delegado. Esse profissional é o líder da investigação em todas as suas fases, desde a denúncia até a ordem de prisão.

Espírito de liderança e organização são atributos essenciais para quem quer seguir esta carreira. Vale lembrar que aqueles que têm interesse na profissão deverão prestar concurso público e, depois de aprovados, frequentarão um curso preparatório antes de começar a trabalhar.

Diplomacia

A diplomacia é outra opção interessante para o graduado em Direito, que, seguindo essa carreira, representará o Brasil em assuntos de interesse das relações exteriores.

Para se tornar um diplomata, o bacharel deverá ser aprovado no concurso do Instituto Rio Branco, que pertence ao Ministério das Relações Exteriores Brasileiro. Após a aprovação, receberá um curso de preparação do próprio instituto para começar a atuar na área.

O curso de Direito auxilia nos estudos e na preparação para a profissão de diplomata por apresentar ao aluno várias matérias que serão tratadas na diplomacia, como Direito Internacional, Política, Economia, etc. O perfil ideal para o cargo é aquele capaz de dialogar e encontrar pontos de concordância entre opiniões opostas.

Docência

A graduação em Direito possibilita a atuação na carreira de docência, que exige especialização conquistada mediante mestrado e, de preferência, doutorado e pós-doutorado.

Para ser professor em faculdades e universidades, o graduando deverá começar a se preparar desde o início de seus estudos, por meio da participação em congressos e colóquios e da atuação como monitor. É um caminho interessante para aqueles que desejam transmitir conhecimento e sempre se manter atualizados nos estudos.

Agora que você já conhece 8 opções de profissões que o graduado em Direito pode seguir e 6 oportunidades de áreas de atuação para o advogado, que tal conhecer um pouco mais sobre o curso? Baixe o nosso Guia do Bacharel em Direito e informe-se!