O guia completo do que fazer para não dormir na aula

Colírio, remédios estimulantes, café, energéticos… Todo estudante já precisou recorrer a algum desses artifícios para vencer mais um dia de aula depois de uma noite de sono perdida. Para quem está no terceiro ano, a rotina dupla de estudar para o vestibular e conciliar todas as provas, atividades e obrigações da escola, em apenas 24 horas, dificulta ainda mais manter o sono em dia.

Dormir pelo menos oito horas por dia é essencial para que a sua mente consiga memorizar todas as disciplinas e a quantidade enorme de conteúdo que você precisa aprender, mas, nos dias em que o cansaço falar mais alto, você pode recorrer a alguns truques para não cochilar na frente do professor ou perder alguma informação importante para o vestibular.

Por isso, reunimos oito deles nesse post. Confira!

Sente na frente da sala de aula

Essa dica parece ruim, não é mesmo? Afinal, pega muito mal cair no sono na frente de um professor. Mesmo parecendo uma má ideia, esse é um choque para que a sua mente crie um estímulo para se manter acordada. Se sentar na frente da sala de aula te mantém, inconscientemente, mais motivado. E a voz do professor é capaz de ativar ainda mais a sua percepção.

Mas não adianta apenas sentar em um lugar estratégico, é preciso participar da aula. Responda às perguntas, se envolva nas discussões e faça perguntas aos seus colegas e professores. Outra dica importante é sentar perto de um amigo próximo e pedir que ele te ajude a se manter acordado. Seja com uma batidinha no ombro ou com uma conversa sobre o assunto que está sendo discutido em classe. Qualquer ajuda é bem-vinda.

Se movimente

Quando chegar na sala de aula, não sente em uma posição desconfortável, com os ombros largados ou apoiados no braço da cadeira. Essas pequenas atitudes são sinais para que o seu corpo relaxe, o que aumenta o cansaço e o estímulo ao sono. Você precisa manter o seu corpo desperto ou acabará cochilando sem sequer perceber.

Se sente com uma postura ereta, mantenha os ombros alinhados e encostados no dorso da cadeira. Com o passar do tempo, vá movimentando o seu corpo, rode os ombros, retire a tensão do pescoço e estique os braços. Qualquer coisa que ajude a estimular o seu corpo te manterá mais acordado.

Masque um chiclete

Sim, é isso mesmo. Mascar chiclete é um dos melhores truques para não dormir durante a aula. Estimular os músculos do rosto faz com que a circulação do sangue flua mais rápido, o que te ajudará a se manter mais desperto. Um único chiclete pode diminuir o seu sono em poucos minutos.

Tenha cuidado com o cafezinho

Se você virou noite estudando para uma matéria importante, vale vencer o cansaço com uma xícara de café ou uma bebida energética. Mas atenção: essa é uma estratégia para situações de emergência e não algo que deve fazer parte da sua rotina.

Bebidas estimulantes podem te manter acordado por alguns momentos, mas deixam o seu corpo mais cansado com o passar do tempo e podem causar insônia, se ingeridas à noite. Energéticos e cafeína também podem causar dependência e gastrite se tomados em excesso.

Se mantenha hidratado

Manter o corpo hidratado também ajuda a diminuir a sonolência. Nos dias em que o cansaço falar mais alto, encha uma garrafinha de água gelada e vá bebendo durante a aula. Antes de ir à faculdade, lave bem o rosto com água gelada ou tome um banho frio. Esses truques ajudarão o seu corpo a despertar e são capazes de distrair o seu cérebro que só está pensando em cama.

Estimule a sua mente pela manhã

Sua mente precisa trabalhar pela manhã, isso ajudará o seu corpo a esquecer do cansaço. Antes da aula, leia o jornal do dia ou uma revista, navegue pela internet e escute sua música favorita, de preferência a mais animada da sua playlist.

Durante a aula, tente se manter focado nas explicações e anote tudo o que o professor disser. Não esqueça de fazer leituras mentais das suas anotações para estimular ainda mais a sua mente.

Evite refeições pesadas antes de dormir

Evite fazer refeições pesadas depois das 18h. Carboidratos em excesso e comidas gordurosas são difíceis de serem ingeridas e podem aumentar a sensação de cansaço. Proteínas leves, alimentos ricos em Ômega 3 (salmão ou atum), legumes, fibras e frutas são as melhores opções para quem precisa de uma boa noite de sono.

Durante a aula, reserve uma barra de cereal ou de chocolate, nozes, amêndoas, castanhas ou frutas, como maçã e uva, para mastigar e dar cargas de energia para o seu corpo.

Evite perder noites de sono

Nós sabemos que é inevitável perder uma noite ou outra estudando para uma prova, fazendo um exercício que ficou atrasado ou tentando dar conta de todos os assuntos e disciplinas exigidas para o vestibular. Mas é importante que você faça todo o esforço possível para não sacrificar o seu sono.

É durante ele que o seu cérebro memoriza todos os assuntos estudados e é quando há o estímulo ao aprendizado. Uma noite perdida pode comprometer o rendimento da sua semana inteira. E essa rotina é muito difícil de recuperar com o passar do tempo.

Além disso, você pode acabar se acostumando a ficar desperto em horários que não correspondem à realidade da sua vida de estudante.

O corpo humano precisa de, pelo menos, oito horas de sono por dia para manter um funcionamento saudável. Esse período é indicado principalmente para adolescentes entre 14 e 17 anos e jovens de 18 a 25 anos.

Dormir menos de seis horas pode trazer problemas ainda mais graves, como a obesidade. Segundo um estudo do Instituto Francês para a Nutrição (IFN), dormir pouco ajuda no surgimento de doenças cardiovasculares, diminui o metabolismo e a retenção de hormônio leptina — responsável por limitar o apetite, o que  estimula que os quilinhos extras apareçam.

E você, costuma dormir na aula? Tem algum truque certeiro para espantar o cansaço? Compartilhe as suas dicas e experiência nos comentários!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *