São Judas realiza debate sobre representatividade e igualdade para comunidade preta LGBTQI+

A mesa redonda virtual acontecerá no dia 24 de novembro com a presença de representantes da comunidade falando sobre os desafios enfrentados no cotidiano

Há séculos o povo preto luta por inclusão em todas as camadas da sociedade e nos últimos anos temos observado o esforço da comunidade LGBTQI+ na busca pela garantia de direitos. Pensando em ampliar o debate em apoio a essas causas e em celebração ao mês da Consciência Negra, a Universidade São Judas, por meio do núcleo “Colorir-se” convida toda a sociedade para participar da mesa redonda “Representatividade da População Preta LGBTQI+”. O evento virtual acontecerá no dia 24 de novembro, a partir das 17h, e será transmitido pela plataforma Google Meet através do link: meet.google.com/wys-vdsd-xgt.

O encontro contará com a participação de profissionais que atuam em diferentes áreas do mercado e que vão discutir os desafios que a população preta LGBTQI+ enfrenta em busca de representatividade, respeito e igualdade. Entre os convidados estão Jhonatan Vicente, especialista em Ciência Política e Saúde Pública, Klewer Cunha, professor especialista em Direito Público e Thiago Albert, especialista em Gestão Estratégica de Marketing e cofundador da empresa TGMP Representação Comercial vão comandar o debate com a mediação do núcleo Colorir-se. O público poderá interagir fazendo perguntas aos participantes.

De acordo com o professor do curso de medicina da São Judas e coordenador docente do núcleo, Wagner Fernandes, o evento surgiu a partir da necessidade dessas pessoas mostrarem a sua realidade. “Precisamos que a comunidade LGBTQI+ preta traga um pouco da sua vivência e fale sobre as dificuldades que enfrenta diariamente. O debate se dá pela importância do respeito para essa população e para discutir os avanços que ainda precisam ser alcançados, mas mostrando o que já foi conquistado”, ressalta o docente.

Esta é a primeira ação do Núcleo Colorir-se que tem o objetivo de envolver alunos, comunidade acadêmica e a sociedade em discussões sobre temas de igualdade, representatividade e igualdade para a comunidade preta e LGBTQI+. O grupo é formado pelo coordenador docente Wagner Fernandes, as professoras Priscila Larcher e Sandra Ortiz da Pós-Graduação em Ciências do Envelhecimento com a participação de estudantes do curso de medicina e psicologia.

Serviço:

O que: Mesa redonda “Representatividade da População Preta LGBTQI+”

Quando: 24 de novembro

Onde: Google Meet:  meet.google.com/wys-vdsd-xgt

Quanto: Gratuito