São Judas – Campus Unimonte anuncia nova equipe de gestão

Denise Campos assume a reitoria, e Paula Orsatti a diretoria do campus

 

Na foto, da esquerda para a direita, Marcelo Battistela Bueno, novo presidente da Ânima Educação, Dr Ozires Silva, chanceler da São Judas, Denise Campos, nova reitora da São Judas, e Paula Orsatti, nova diretora do campus Unimonte

O Centro Universitário São Judas Tadeu – Campus Unimonte tem uma nova equipe de gestão desde o último dia primeiro. Trata-se da professora e pesquisadora Drª. Denise Campos, que assumiu a reitoria geral da São Judas na capital e no litoral.

Ex-reitor da Unimonte, Ozires Silva é agora presidente do Conselho de Inovação da Ânima Educação e chanceler da São Judas. O economista Adalto Corrêa Jr, até então vice-reitor do campus Unimonte, é o novo diretor de Pós-Graduação e Educação Continuada do Grupo Ânima, em São Paulo. A professora Me. Paula Orsatti passa a ser diretora do campus Unimonte.

Com as novas lideranças, a instituição pretende reforçar seu posicionamento diferenciado, baseado em um ensino de alta qualidade e acessível, e reafirmar sua missão de ajudar a transformação o Brasil pela educação.

Denise Campos é doutora em Educação e especialista em currículos integrados pela Universidade de Valência, na Espanha. Com 25 anos de experiência em gestão de instituições de ensino superior, Denise destacou a importância de pensar a educação como um processo contínuo, que não se encerra, especialmente neste cenário de retração dos investimentos em educação pelo Estado.

“Um projeto de universidade dentro da perspectiva de integração garante a formação completa dos jovens, capazes de transformar o país. Precisamos estimular a educação continuada, em que o jovem entra na universidade, mas já vislumbre a especialização, a continuidade”.

A nova reitora falou ainda sobre o modelo de ensino híbrido adotado pela São Judas, bem como o projeto de internacionalização oferecido pela instituição. “Precisamos repensar a missão da universidade, dar novos significados. O ensino híbrido discute o inovador e dialoga com o futuro, porque questiona os momentos em que a dinâmica do ensino-aprendizagem deve ser necessariamente presencial, assim como os momentos em que devemos estimular a autonomia dos alunos como gestores do seu próprio conhecimento”, finalizou.

Paula Orsatti, que iniciou como professora da casa, passou pela coordenação de cursos, diretoria acadêmica, e agora chega à diretoria do campus, fala sobre este grande momento da instituição, e sobre os desafios de trazer para o Centro Universitário São Judas toda a qualidade e reconhecimento que a Universidade possui em São Paulo: “é um desafio muito grande o que temos, mas é um trabalho prazeroso. Estou nesse campus há mais de 15 anos, e pude ver de perto o trabalho das pessoas que lideravam a instituição. Nossos resultados acadêmicos recentemente obtidos são a prova de que estamos no caminho certo. Eu me sinto muito honrada de assumir o posto de diretora do campus Unimonte.”

Mudar a realidade – Presidente do conselho de inovação da Ânima Educação, mantenedora da São Judas, Ozires Silva assume como chanceler da São Judas. Em sua posse, o cofundador da Embraer e ex-ministro da Infraestrutura e Comunicações discursou sobre a importância da educação como a única ferramenta capaz de mudar a realidade do Brasil. “Vivemos tempos difíceis e a educação é o início da transformação. As mudanças no mundo são espetaculares e as perspectivas são enormes para aqueles que se diferenciam. Neste país continental, precisamos preparar bons brasileiros, e a São Judas tem um caminho muito bonito e necessário a percorrer”, afirmou.

Novidades – Neste ano, a Universidade São Judas inaugurou três unidades na capital paulista, chegou a Santos integrando-se à Unimonte e, para 2019, estão previstas novas inaugurações no interior do estado, litoral e grande São Paulo.

A instituição também tem investido fortemente na qualificação dos professores, mantendo uma média de 96% de mestres e doutores, e na implementação de métodos educacionais inovadores, como currículo por competências, ensino híbrido e espaços de metodologias ativas de aprendizagem.

Segundo Daniel Castanho, fundador da empresa e Presidente do Conselho Administrativo da Ânima, a universidade trabalha para se tornar uma referência em todo o estado, por meio da qualidade e  inovação. “Hoje o aluno é protagonista, e os professores precisam ser pessoas inspiradoras que o ajudam a arriscar e encontrar soluções para os desafios que o mundo apresenta. Queremos que o estudante venha para a São Judas não apenas pelo diploma, mas com vontade de aprender, se desenvolver e transformar o seu entorno”, conclui.

Sobre Denise Campos

Denise possui doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e é especializada em Currículos Integrados pela Universidad de Valencia, na Espanha. É graduada em História e Pedagogia, possui mestrado em História do Brasil e especializações em Administração Escolar e Coordenação Pedagógica pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP). Atuou por 15 anos como Pró-Reitora de graduação presencial e à distância na Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), foi Pró-Reitora Acadêmica no Centro Universitário Sant’Anna (UniSant’Anna), diretora da Faculdade das Américas (FAM) e vice-reitora do Centro Universitário das Américas. É membro da Red latinoamericana del Liderázgo en Educación pela Oficina de Educación da América Latina y el Caribe (UNESCO/OREALC).

Sobre Paula Orsatti

Paula é publicitária, e possui mestrado em Gestão de Negócios. Trabalha há 15 anos no campus Unimonte, e além de professora, já atuou na coordenação de cursos, coordenação de áreas, e no início do ano havia assumido o cargo de Diretora Acadêmica da instituição. Foi uma das responsáveis pela implementação do novo modelo de ensino do Grupo Ânima na região, e participou ativamente da construção das grades ‘E2A’, uma metodologia de ensino focada no desenvolvimento de competências.

Sobre Ozires Silva

Ozires Silva é presidente do Conselho de Inovação da Ânima Educação e agora chanceler da Universidade e do Centro Universitário São Judas. Coordenador da equipe que produziu o avião Bandeirante, primeiro avião de transporte projetado e produzido em série no Brasil, foi fundador e presidente da Embraer, presidiu a Petrobras e recebeu inúmeros prêmios de inovação e empreendedorismo no Brasil e no mundo. Foi ministro da Infraestrutura e das Comunicações.

Sobre a São Judas

Com 47 anos de tradição e reconhecida como uma das três melhores universidades privadas do Estado e entre as dez do País, segundo o Ministério da Educação (MEC), a marca São Judas chegou em abril deste ano à  Região Metropolitana da Baixada Santista.

Em Santos, a marca São Judas se integrou à Unimonte, que passou, então, a se chamar Centro Universitário São Judas Tadeu – Campus Unimonte, mantendo até setembro o reitor Ozires Silva, bem como o trabalho que a alçou à posição de uma das melhores instituições de ensino do País, com recente conquista de nota 4 (de 5), no IGC (Índice Geral de Cursos), o principal indicador de qualidade do MEC.

O Centro Universitário São Judas Tadeu – Campus Unimonte possui mais de 6 mil alunos e oferece cursos de Graduação e Pós-Graduação. Funciona na Rua Comendador Martins, 52, Vila Mathias.

Expansão – com foco em expandir a marca São Judas para todo o estado de São Paulo, a instituição contará com 10 unidades para o início do próximo ano letivo. Na capital ficam os campi Mooca (o mais tradicional, inaugurado em 1971), Butantã (2007), Paulista (2018), Santo Amaro (2018), Jabaquara (2018), e Vila Leopoldina (2019). A região do ABC sediará o campus São Bernardo (2019). No interior, a cidade de Limeira abrigará o campus de Medicina, com previsão de início de aulas em 2019. No litoral estão o campus Unimonte (1971, porém integrado à São Judas em 2018), e Cubatão, que receberá a faculdade de Medicina em 2019.